Solidão e Solitude

A solidão é o passado,
Misturado com o futuro;
Ansiedade e o medo,
Escondidos atrás do muro;
Sem confiança, sem força,
É a ignorância do escuro.

Solitude é a clareza,
É enxergar o momento;
Quando eu páro, cheguei lá;
Vejo a eternidade no presente,
Solitude é cheia de luz,
É atitude consciente.

Solidão é egoísmo,
É querer ser o dono do mundo;
É querer todos escravos,
Lhe servindo num segundo;
Solidão é a vaidade,
Dos defeitos, é o mais profundo.

Solitude é integração,
De você com o universo;
É um só, bem voluntário,
É Positivo e honesto;
A solitude e o silêncio,
É a fórmula do sucesso.

Solidão é viver sem rumo,
Sem saber onde quer chegar;
Neste caso, tanto faz,
Estar aquí, ou acolá;
Quem sabe o que quer da vida,
O universo vem ajudar.

Solitude é gratidão,
Maior sentimento da terra;
Na solitude há grande visão,
Vendo tudo, não se erra;
Na solitude não estou só,
Deus comigo, o mal se encerra

A solidão é correria,
Solidão é correnteza;
Na velocidade da vida,
Não páras, não tem moleza;
Não vives cada momento,
Passa a vida na incerteza.

Às vezes é melhor estar só,
Do que mal acompanhado;
Pois o destino me diz,
Que as escolhas estão ao meu lado;
Vai caber somente a mim,
Por quem vou ser acompanhado.

Solitude é quando o ser,
É maior do que o ter;
É o orgulho de estar vivo,
Oportunidade de viver;
Venci cem milhões de células,
Que estavam a concorrer.

Solidão é aparência,
Solidão é abandono;
Preciso provar pros outros,
Dar provas de que estou pronto;
Quando não acredito em mim,
Estou fora do eixo, estou tonto…

Solitude é a alegria,
Solitude é o miolo;
Solitude é harmonia,
Solitude é o tesouro;
Depois de achar estou rico,
A paz, já se vê no rosto.

Solidão é ficar parado,
Toda a vida, o tempo todo;
A natureza é dinâmica,
Transforma barro em tijolo;
Vê se sai do canto rapaz,
Constrói tua vida, abra o olho

Solitude é aceitar,
É acolher quem eu sou;
Com defeitos e virtudes,
E aperfeiçoar o motor,
Tem alguém lá em cima olhando,
Quer evolução, o Criador.

As vezes me sinto só,
No meio da multidão;
A solidão é um vazio,
Lá dentro do coração;
O que me falta é coragem,
De acolher o irmão.

Solitude é maravilhosa,
É a solidão desejada,
Estar feliz consigo mesmo,
A obra está completada;
É conhecendo-se a si mesmo,
Que a paz é encontrada

Indivíduo é a unidade,
Que é feita de milhões;
São células em quantidade,
Neurônios são cem bilhões;
Você sabe pra que eles servem,
Só para mover os seus dons.

Não foi você que se escolheu,
Você foi o escolhido;
Descubra pra quê você veio,
E cumpra o prometido;
Viver feliz e alegre,
Fazer do irmão um amigo.

Estou ligado conectado,
Mesmo assim me sinto só;
Tenho o mundo na minha mão,
Mas, estou tão sozinho que dá dó;
mas, já sei da solução,
É dar o abraço, é ter suor.

Você quer acabar de vez,
Com a peste da solidão?
Eu vou lhe falar o segredo,
Agora nesse refrão;
Sirva aos outros toda hora,
Seja o servo dos irmãos..

Leôncio Queiroz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *