ELEITOR FICHA SUJA

Em toda nação que se preza
O eleitor é cidadão
Ele sabe o valor que tem
Sua representação
Escolhe com muito carinho
Do fundo do coração
Quem vai ser seu empregado
No dia da eleição

Só faz 120 anos
Que não temos escravidão
Naquele tempo era triste
Gente comprada em leilão
Nossa democracia é novinha
Mas precisa de cuidados
Tem gente que é ditador
Só precisa estar no cargo

Muitos deram suas vidas
Para se ter democracia
Para viver a liberdade
Dia e noite, noite e dia
Vender ou trocar o voto
É profunda traição
Àqueles que deram a vida
Para nos tirar da escuridão

Tem país na ditadura
Imposição de gigantes
Escraviza o seu povo
Explora os ignorantes
É igual ao morcego
Sugando o sangue incessante
Vive da miséria alheia
É situação humilhante

Nossa urna eletrônica
Invenção do brasileiro
Fez o Brasil moderno
Na terra, sendo primeiro
Não existe país no mundo
Mais criativo que o brasileiro
Só falta tomar consciência
Para sair do cativeiro

O eleitor ficha suja
Não conhece a liberdade
É escravo da ignorância
Não valoriza a cidade
Só vive no sofrimento
Não conhece felicidade
Só faz reclamar da vida
Desconhece a amizade

O eleitor ficha suja
É a desgraça da nação
Destrói a democracia
Com sua corrupção
Vende o voto inconsciente
Depois, fica na solidão
É o cupim que estraga
O resultado da eleição

O eleitor ficha suja
É muito bem representado
A pessoa que ele elege
É seu retrato falado
Corrupto, preguiçoso e ladrão
Só vive desocupado
Não trabalha, nada resolve
É um bruto amaldiçoado

O eleitor ficha suja
Não gira bem da cabeça
Logo passada a eleição
Por incrível que pareça
Não sabe em quem votou
Não cobra de quem elegeu
Só vive no mundo da lua
Política pra ele, esqueça

Só é feliz quem é livre
Tendo plena consciência
Dos direitos e deveres
Respeita com paciência
Trabalha, estuda, pesquisa
Faz tudo na transparência
Não participa da fraude
Seu modelo é referência

Na democracia o que vale
É o voto da maioria
Mas se a maioria for suja
Fica feia a fotografia
Dá um passo para frente
Volta dois na agonia
Vê se enxerga cidadão
Tome conta, seja o guia

O voto branco e o nulo
E também a abstenção
É uma grosseira atitude
No dia da eleição
O eleitor joga fora a chave
A chave da transformação
Depois fica reclamando
Mas não teve participação

Ganharás o pão da família
Com o suor do teu rosto
Não fique aí esperando
Cair do céu a seu gosto
Vá à luta, cidadão
Construir sua casa, seu posto
Cada um edifica a si mesmo
Em cada pequeno esforço

O eleitor ficha suja
É preguiçoso, acomodado
Não pesquisa os candidatos
Cada um para ser comparado
Prefere vender o voto
Ao primeiro encontrado
Não discute as propostas
Depois fica enrolado

Tem gente que fica esperando
O ano de cada eleição
Para explorar o político
Com a cara de pidão
Mas não enxerga que ele
Ele, é que é o patrão
Não exige trabalho, nem nada
É um mendigo estendendo a mão

O eleitor ficha suja
É um ser, bem alienado
Não se envolve em política
Parece que é de outro estado
Não enxerga que seu futuro
Depende do seu passado
Não constrói no presente
Seu desejo tão sonhado

O juiz eleitoral
Com muito amor e carinho
Organiza a eleição
Deixa tudo bem limpinho
Aí vem o ficha suja
Troca o voto por dinheiro
Envergonha a nação
Com seu jeito trapaceiro

Um chinelo, um sapato
Cada um pode comprar
Qualquer coisa nessa vida
Eu tenho que conquistar
Devo mostrar meu valor
Os dons de Deus explorar
Não preciso trocar meu voto
Por dinheiro, aqui, acolá

O prejuízo causado
Só pelo voto vendido
O comprador não trabalha
Vai viver no paraíso
Não produz, não tem projeto
Esse é o grande prejuízo
Vai recuperar o dinheiro gasto
E esse é um tempo perdido

Existe político palhaço
E o palhaço que é político
Você é quem vai decidir
Quem contrata lá do circo
Cuidado para não dar o que tem
Depois fica lambendo os beiços
Reclamando que não viu nada
Mas foi você quem fez o mal feito

Nossa Lei da Ficha Limpa
É iniciativa popular
A justiça e as ONGS
Se juntaram para criar
Um milhão de assinaturas
Para o congresso votar
Hoje é lei, tá em vigor
Para os maus políticos filtrar

Com a lei ficha limpa criada
O Brasil avançou 100 anos
Está na frente de todos
A lei ficha limpa educando
Não permite em cargos públicos
Os que consciente fraudaram
Mexendo no que é dos outros
Nunca mais representaram

A polícia e a justiça
Procuram com a luz acesa
Se pegar prende e caça
O ficha suja, é certeza
Vai pra cadeia pagar
O que fez na esperteza
Pensando que todos são bobos
Mas só ele é a tristeza

Se você vende seu voto
Vendeu sua decisão
Passou para a mão dos outros
Sua determinação
A fila anda amigo
É hora do sim e do não
Escolha seu candidato
Sem fantasia, pela razão.

Leôncio Queiroz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *